Tencati lamenta descuidos contra o CRB e espera por volta de atletas

Por: Henrique König

O G.E. Brasil voltou de Maceió, onde perdeu para o CRB, pela 6ª rodada da Série B, pelo placar de 2×1. O gol xavante foi marcado por Rômulo, mas Diego Torres, de pênalti, e Erick, selando o placar no segundo tempo. Sem tempo a lamentar, a volta para o Pelotas reserva apenas um breve treinamento regenerativo e de alguns detalhes táticos para esta quinta-feira. Na sexta (25), o time de Claudio Tencati recebe a Ponte Preta, equipe bastante tradicional, mas então lanterna da competição.

Treinador xavante aguarda disponibilidade de jogadores que estavam no departamento médico
Foto: Divulgação / GE Brasil

Possíveis voltas ao time, ou ao menos à disposição, são o meia Paulo Victor e o centroavante Junior Viçosa, que estão no retreinamento, após terem passado pelo isolamento obrigatório, por conta da covid-19. Já o meia Gabriel Terra, decisivo na única vitória xavante até aqui, quando marcou o gol, cumpriu a suspensão da expulsão e pode atuar. Outros atacantes, como os casos de Luiz Fernando e Welinton Torrão, serão reavaliados para poderem ser relacionados ao duelo com a Ponte.

“Espero que as alternativas de jogadores lesionados ou que tiveram covid estejam à disposição. Vamos reavaliar. Sabemos que o intervalo é curto”, avisou Claudio Tencati, ainda em Maceió.

“Perante as ausências, procuramos manter a estrutura básica que venceu o Goiás, com Fabricio e Ramon lado a lado, com liberdade para Lucas Santos na construção, com fortalecimento e dobras de marcação pelas laterais, porque sabíamos que eles usavam bem os corredores”. Ele considerou a estratégia como válida e lamentou situações como o pênalti cometido no primeiro tempo e ter sofrido o 2×1 após conquistar o gol de empate.

Tencati também evitou o assunto da ausência do meia-atacante Netto nas partidas. Após a renovação de contrato, o jogador não tem entrado nos jogos sequer em segundo tempo. “As questões internas são resolvidas internamente, com comissão técnica e jogadores.”

O Brasil está próximo do Z-4 neste começo de Série B. Se está um pouco pressionado pelos resultados, a adversária Ponte Preta está ainda pior. A Macaca de Campinas é lanterna, com dois empates e quatro derrotas.

Deixe um comentário

Converse conosco!
Carrinho
  • Nenhum produto no carrinho.
%d blogueiros gostam disto: